Há algum tempo eu li um livro que me marcou muito. A autora da obra, Cristiane Correa, retrata como o homem mais rico do Brasil – Jorge Paulo Lemann – juntamente com Marcel Telles e Beto Sucupira, criam uma cultura baseada em meritocracia e boa gestão para criar uma gigante do Brasil, de alcance global.

O que me chama a atenção neste livro não é o fato de Lemann ser carioca e ter uma história de vida fascinante, e sim, o de que parte da vida da autora, e o seu relato dos empresários, remete a minha própria história e valores.

Assim como trata em seu livro, Cristiane também resolveu abdicar de sua brilhante carreira como jornalista (com 12 anos de revista Exame), para se arriscar em um arrojado projeto como escritora. O resultado da sua aventura foi o lançamento do livro “Sonho Grande” em 2013, que imediatamente entrou para a lista de best sellers de não ficção no Brasil. O livro foi também publicado nos Estados Unidos, Portugal, Coréia, China, Taiwan e Vietnã.

Lemann, apesar de bilionário, também se aventurou. Algum tempo após transformar a Brahma na AmBev, ele a fundiu com belga Inberbrew, originando a Inbev. Porém, o seu Sonho Grande ainda não havia sido conquistado, pois seu objetivo maior era comprar a americana Anheuser-Busch, fabricante da Budweiser. Essa aquisição foi realizada em 2008, criando assim a maior empresa de bebidas do mundo – a AB Inbev.

Assim como Cristiane e Lemann o fizeram, eu estou hoje também aventurando em um grande desafio. Deixei no caminho uma jornada única, mesmo diante do compromisso e responsabilidade de sustentar uma família com dois filhos e muitas contas; para tentar viver o meu Sonho Grande.

O que gostaria de anunciar com essa nota é que hoje, após um processo seletivo extenso e complexo, eu estou iniciando uma nova etapa na minha carreira, como Coordenador de Engenharia de Software na AB Inbev. Fiz essa escolha por acreditar nos mesmos valores da cultura dessa organização: que meritocracia e gestão eficiente são essenciais para o sucesso. Nesse momento especial, acredito que palavras não serão um bom meio para descrever a minha alegria com a oportunidade que recebi.

Agradeço muito a Zup e ao Itaú, onde vivi minha última experiência profissional, pela oportunidade fantástica de aprendizado e crescimento profissional, e pelos amigos que fiz lá e levarei para a vida.

Certamente essa nova empreitada será difícil e cheia de riscos, e eu nem ao menos me sinto merecedor disso tudo. Sei que na Beer Tech (divisão de TI da ABI), vou conhecer técnicos e pessoas muito melhores do que eu, com o qual pretendo aprender muito. Mas acredito que o mesmo Deus que me colocou lá, estará ao meu lado, me suportando e apoiando em tudo o que eu fizer. Sendo assim, espero usar essa motivação para dar o meu melhor e ser uma peça fundamental para essa organização.

Como texto de gratidão, deixo uma passagem de Filipenses 3:13-14: “… esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.”

Categories: Blog

Bruno Grange

A software passionate and enthusiast coder. More at grange.com.br